Seguidores

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Discurso do primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, dando toda glória a Deus.

Logo após o presidente americano Donald Trump reconhecer Jerusalém como capital de Israel, o primeiro ministro israelense fez esse inspirado discurso:
· Apenas 70 anos atrás! Os judeus foram levados ao matadouro como ovelhas. 
· 60 anos atrás! Não tínhamos país. Nenhum exército.
· Sete países árabes declararam a guerra ao nosso pequeno estado judaico, apenas algumas horas após a sua criação!
· Nós éramos apenas 650 judeus, contra o resto do mundo árabe! NENHUM FID (Exército de Defesa de Israel).
Nenhuma força aérea poderosa, apenas pessoas corajosas com nenhum lugar para ir.
· Líbano, Síria, Iraque, Jordânia, Egito, Líbia, Arábia Saudita, todos nos atacaram ao mesmo tempo.
· O país que as Nações Unidas nos deram foi de 65% do deserto. O país estava no meio do nada
· 35 anos atrás! Lutamos contra os três exércitos mais poderosos do Oriente Médio, e nós os varremos ... sim ... em seis dias.
Nós lutamos contra várias coalizões de países árabes, que possuíam os exércitos modernos e muitas armas soviéticas, e sempre os derrotamos!
Hoje nós temos:
· Um país
· Um exército
· Uma poderosa força aérea *
· Uma economia de estado-da-arte que exporta milhões de dólares.
· Intel - Microsoft - A IBM desenvolve produtos em casa
· Nossos médicos recebem prêmios por pesquisa médica *
Nós fizemos o deserto florescer, e vender laranjas, flores e vegetais em todo o mundo.
Israel enviou seus próprios satélites para o espaço! Três satélites ao mesmo tempo!
Estamos orgulhosos de estar no mesmo ranking que:
· Estados Unidos, que tem 250 milhões de habitantes,
· A Rússia, que tem 200 milhões de habitantes
· A China, que possui 1,3 bilhão de habitantes
· Europa - França, Grã-Bretanha, Alemanha - com 350 milhões de habitantes .
· Um dos poucos países do mundo a enviar objetos para o espaço! Israel é agora parte da família das potências nucleares, com os Estados Unidos, Rússia, China, Índia, França e Grã-Bretanha.
Nunca admitimos oficialmente, mas todos sabem, que apenas a 60 anos atrás, fomos levados, envergonhados e sem esperança, para morrermos no deserto!
Nós extirpamos as ruínas fumegantes da Europa, ganhamos nossas guerras aqui com menos do que nada. Nós construímos nosso pequeno "Império" do nada.
Quem é o Hamas para nos assustar? Vocês me fazem rir!
A Páscoa foi celebrada; Não esqueçamos sobre o que a páscoa trata.
> Nós sobrevivemos ao Faraó.
> Nós sobrevivemos aos gregos.
> Sobrevivemos aos romanos.
> Sobrevivemos à inquisição na Espanha.
> Temos os pogroms na Rússia.
> Sobrevivemos a Hitler.
> Sobrevivemos aos alemães.
> Sobrevivemos ao Holocausto.
> Sobrevivemos aos exércitos de sete países árabes.
> Sobrevivemos a Saddam.
> Continuaremos a sobreviver aos inimigos presentes hoje também.
Pense em qualquer momento da história humana! Pense nisso! Para o povo judeu, a situação nunca foi melhor! Então vamos enfrentar o mundo.
Lembre-se: todas as nações ou culturas que uma vez tentaram nos destruir, já não existem hoje - enquanto nós, ainda vivemos!
· Os egípcios?
· Os gregos?
· Alexandre da Macedônia?
· Os romanos? (Alguém ainda fala latino estes dias?)
· O Terceiro Reich?
E olhe para nós:
> A Nação da Bíblia.
> Os escravos do Egito.
Ainda estamos aqui.
E nós falamos o mesmo idioma! Antes e agora! Os árabes ainda não sabem, mas aprenderão que há um Deus ... enquanto conservarmos nossa identidade, sobreviveremos.
Então, perdoe-nos:
* por não nos preocuparmos.
* Não chorarmos.
* Não termos medo.
As coisas estão bem por aqui. Certamente poderiam melhorar.
No entanto: Não acredite na mídia, eles não dizem que nossas festas continuam a acontecer, que as pessoas continuam a viver, que as pessoas continuam saindo, que as pessoas continuam a ver amigos.
Sim, nossa moral é baixa. E daí? Somente porque choramos nossas mortes, enquanto outros se regozijam em derramar nosso sangue?. É por isso que vamos vencer, no final.
1. Levanto meus olhos para os montes e questiono: de onde me virá o socorro?
2. O socorro virá do meu SENHOR, o Criador dos céus e da terra!
3. Ele não deixará que teus pés vacilem; não pestaneja Aquele que te guarda.
4. Certamente não! De maneira alguma cochila nem dormita o guarda de Israel.
5. O Eterno é o teu protetor diuturno; como sombra que te guarda, Ele está à tua direita.
6. Não te molestará o sol, durante o dia, nem de noite, a lua.
7. O SENHOR te guardará de todo o mal, Ele protegerá a tua vida!
8. Estarás sob a proteção do SENHOR, ao saíres e ao voltares, desde agora e para todo o sempre! ( Salmo 121)

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

57 Nações Islâmicas convocam cúpula de emergência prevendo o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel por Donald Trump

Jerusalém torna-se cada vez mais uma "pedra pesada". Já assim foi profetizado há 2.500 anos.

O polêmico anúncio de que Trump irá nesta próxima Quarta-Feira confirmar o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel está a gerar enormes ondas de contestação e até de ameaças de uma nova Intifada.

"Organização da Cooperação Islâmica" acabou de convocar as 57 nações muçulmanas que fazem parte da organização para uma cúpula, caso o presidente norte-americano acabe por anunciar o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel.

Nesta próxima Quarta-Feira o presidente norte-americano tem diante de si este dilema, e, apesar de o ter anunciado na sua campanha eleitoral, a oposição interna e externa a tal decisão cresce de minuto a minuto, prevendo-se um aumento da violência em Israel caso o reconhecimento se confirme.

Os 57 países membros da organização muçulmana irão esta noite reunir-se de emergência em Jeddah, na Arábia Saudita: "Se os Estados Unidos derem o passo de reconhecerem Jerusalém como a assim chamada capital de Israel, recomendamos unanimemente a convocação de uma reunião ao nível de conselho de ministros dos Negócios Estrangeiros, seguida de uma cimeira islâmica o mais rapidamente possível."

A "OCI" alertaram também que o reconhecimento de Jerusalém ou o estabelecimento de qualquer missão diplomática na cidade em disputa será visto como "um claro ataque contra as nações árabes e islâmicas."

ABBAS APELA À MOBILIZAÇÃO GERAL

O movimento Fatah associado ao líder palestino Mahmoud Abbas apelou entretanto a uma mobilização geral dos palestinos no caso de Trump reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

O governo turco alertou entretanto o presidente norte-americano para não dar o anunciado passo, prevendo que a acontecer, tal decisão iria gerar "um desastre."

Passo a passo, o anunciado está tomando o lugar no plano profético...

Fonte: Shalom, Israel!


quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Muçulmana lê a Bíblia para confrontar cristãos e acaba se convertendo

Rita Chaima nasceu em uma família muçulmana religiosa. Eles imigraram para a Europa, mas o desejo dela sempre foi se juntar aos jihadistas do Estado Islâmico na Síria. Com o coração cheio de ódio pelos “infiéis” que não seguiam a Maomé, ela tinha tudo para se tornar uma terrorista. Assistia aos vídeos das mortes e decapitações e tinha prazer em ver aquilo. Ela só tinha 18 anos, mas era influenciada por pessoas mais velhas que tinham ideais extremistas.
Tudo mudou quando sua mãe ganhou livros de uma pessoa na rua. Quando os trouxe para casa, Chaima ficou curiosa e começou a ler. Irritada ao perceber que se tratava de material cristão, decidiu então “combater” aqueles ensinamentos. Só que para fazer isso ela precisava conhecer o que seus “inimigos” pregavam.
“Comecei a ler a Bíblia para provar aos cristãos que estavam errados”, diz ela. “Mas eu estava errada! E a graça de Jesus Cristo começou a me tocar. Comecei a ler coisas como orar pelos inimigos e amá-los. Ora, era alguém que queria matá-los”, lembra. “Intelectualmente, não queria aceitar Jesus, mas Jesus começou a fazer um trabalho no meu coração”, testemunha. A jovem chegou a um ponto em que não conseguiu mais resistir ao amor de Jesus e decidiu entregar sua vida a ele.
Na adolescência, Chaima tentou se matar três vezes. “Eu estava usando drogas, fumando… Eu só queria me destruir”, revela. Porém, a descoberta de um sentido para sua vida não teve o resultado esperado. Quando ela disse à sua família que ela agora era uma cristã, eles a rejeitaram. Durante meses ela ficou sozinha em seu quarto pois ninguém em sua casa queria falar mais com ela. Foi então que ela passou a ler muito a Bíblia. “Jesus estava lá comigo. Ele estava me encorajando. O Espírito Santo estava realmente lá. Eu senti isso, eu sabia disso”, comemora.
Quando chegou a hora de Chaima ser batizada, aconteceu algo sobrenatural. “Eu nem me lembro do que fiz. Precisei ver o vídeo do meu batismo. Eu estava completamente louca, o demônio estava dentro de mim, não era eu. Eu chutei o pastor Jon. Ele me batizando e eu chutando ele.” Quando ela começou a gritar alto, o pastor Jon ministrou na vida dela, dizendo ao demônio para sair até que ela finalmente foi liberta. Imediatamente foi batizada no Espírito Santo.
“Depois do batismo nas águas, senti que o peso que tinha desapareceu por completo e estava entusiasmada para ir e fazer discípulos”, enfatiza. “Comecei a querer falar sobre Jesus para todos, mesmo para as pessoas que me levaram ao terrorismo. Eu queria ir vê-los, dizer-lhes que eles estão errados e que o amor de Jesus está esperando por eles”.
Atualmente ela está viajando com o missionário Peter Ahlman e outros cristãos, compartilhando seu testemunho onde quer que vá. Para alcançar mais pessoas, ela gravou um vídeo, que faz parte do documentário “In His Fights” do ministério “A Última Reforma”. 
De Gospel Prime
Com informações CBN


terça-feira, 7 de novembro de 2017

“Eu não entendo, mas o meu Deus sabe de tudo”, diz pastor da igreja no Texas alvo de atirador

O pastor Frank Pomeroy e a esposa Sherri, líderes da Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, no Texas, falaram à imprensa na tarde desta segunda-feira (6). Nenhum dos dois estava no templo quando Devin Kelley entrou no templo atirando, deixando 26 mortos e dezenas de feridos.   
                                                           
Sherri leu uma declaração onde diz que eles não perderam “membros da igreja”, mas sim pessoas que eram a sua família espiritual. Ela comentou que ainda não ‘processaram’ a morte da filha Annabelle, de 14 anos, que morreu no atentado.
Eles agradeceram o apoio e as orações que estão recebendo de pessoas do mundo todo. “Em nossa igreja nós comíamos juntos, ríamos juntos, chorávamos juntos e adorávamos a Deus juntos”, afirmou Sherri.

“Como disse outro pastor, vamos tentar glorificar o nome de Cristo”, disse Frank aos repórteres que insistiam que ele falasse sobre a filha morta. “É o que tenho dito a todo mundo, você confia [em Cristo] quando você não entende as coisas. Confie no Senhor é isso que gostaria de dizer a todos”, declarou, visivelmente emocionado.
“Eu não entendo, mas o meu Deus sabe de tudo. É nisso que vou me apoiar”, encerrou.
Segundo as autoridades revelaram hoje pela manhã, como Devin acabou morrendo, não é possível determinar as motivações para o massacre. Contudo, a sogra do atirador, cujo nome não foi revelado, frequentava a Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs.
Freeman Martin, chefe da polícia local, disse que Kelley tinha enviado mensagens de texto ameaçando sua sogra horas antes de entrar atirando contra os fiéis. Não foi revelado se ela estava na igreja durante o culto no domingo pela manhã.
“Havia uma séria desavença naquela família”, revelou Martin, “Sabemos que ele ameaçou a sogra. Ela recebeu mensagens de textos dele”. Ainda segundo a polícia, Devin Kelley foi condenado por violência doméstica por ter agredido a mulher e o filho em 2012. 

Com informações de KGW

sábado, 4 de novembro de 2017

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Oremos pela Somália

Já confirmados 276 mortos e mais de 500 feridos em atentado terrorista na Somália


quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Intercessão – Comprando o que não vale nada

Veio a palavra do Senhor a Jeremias dizendo: Eis que Hananeel, filho de teu tio Salum, virá a ti, dizendo: Compra o meu campo que está em Anatote, pois a ti, a quem pertence o direito de resgate, compete comprá-lo. Jeremias 32.7

O profeta Jeremias estava encerrado na prisão quando lhe foi oferecido a compra de uma propriedade conforme fora dito pelo Senhor. Então o profeta comprou o campo de Anatote e a escritura foi colocada num vaso de barro e, então Jeremias profetiza que ainda se comprariam casas, campos e vinhas naquela terra, demonstrando assim confiança naquilo que Deus lhe havia anunciado.

Se analisarmos bem, foi um ato louco, porque a cidade estava na eminência de cair, com o exército caldeu às portas e ninguém compraria algo que provavelmente seria tomado pelos invasores, ou seja, aos olhos humanos aquela propriedade não valia absolutamente nada. Há de se considerar também que o profeta estava preso e não teria como desfrutar dessa terra, mesmo que não fosse invadida. No entanto, Deus havia dado ordens para que se comprasse.

Muitas vezes somos tomados por situações e circunstâncias que, aos nossos olhos, não há saída, não há esperança, nenhuma perspectiva. Esquecemos que Deus conta conosco para que venha restauração sobre situações e problemas insolúveis, para que chegue salvação e socorro a pessoas que temos como irremediavelmente perdidas. Afinal, interceder é comprar o que não vale na certeza que um dia aquilo terá muito valor.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Ardente expectativa

"Toda a criação geme e está com dores de parto...aguardando ardentemente pela manifestação dos filhos de Deus" 

Romanos 8:22,19

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

As dores de parto aumentam

Um forte terremoto de magnitude 8,1 atingiu a Cidade do México matando centenas de pessoas, outro terremoto de magnitude 6,1 atingiu a poucas horas a Nova Zelândia.

Depois de destruir a pequena ilha de Dominica, o furação Maria se tornou categoria 5 e com ventos de mais de 280 km/h está se aproximando de Porto Rico – espera-se por consequências catastróficas.

O mundo está perplexo com os desastres naturais das últimas semanas. Na verdade nada disso nos surpreende e muito menos a Deus.

O aumento da frequência e intensidade das calamidades naturais são como as dores de parto de uma gravidez.

 "Ora, quando essas coisas começarem a acontecer, exultai e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima" (Lucas 21:28)


Cristo breve vem!!!

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Extremistas islâmicos matam 20 cristãos em ataque a aldeia, na Nigéria

Muçulmanos extremistas de etnia Fulani assassinaram 20 cristãos, 19 deles da mesma igreja Batista e um de uma Igreja Metodista. O ataque ocorreu durante a noite de 7 a 8 de setembro, de acordo com fontes na vila de Ancha no Estado do Planalto. 

De acordo com a International Christian Concern (ICC), uma família inteira foi morta no ataque. Cinco outros ficaram feridos no hospital. O pastor da Igreja Batista de Salama disse à ICC: “Meu coração está terrivelmente pesado. Não consegui dormir”.

O reverendo Nanchwat Laven disse que os extremistas entraram na aldeia perto da meia-noite. Ele disse que as relações entre as duas comunidades eram boas. "É claro que tivemos problemas algumas vezes com os pastores Fulani, pois eles deixavam o gado pastar nas nossas fazendas, destruindo nossas colheitas", disse ele.

"Os extremistas realizaram o ataque porque somos cristãos e eles também tiveram algum problema com seu gado em nossas fazendas". Falando em um canal de notícias da televisão local após o acontecido, o Comissário da Polícia do Estado de Plateau confirmou que o ataque foi perpetrado por militantes de etnia Fulani e disse que ainda não foram realizadas prisões. Ele disse que era uma represália pelo assassinato de um menino Fulani. No entanto, o menino Fulani em questão foi morto na aldeia de Hukkie, que fica aproximadamente 15 quilômetros de Ancha.

Crianças mortas
O secretário da Igreja Batista de Salama, John Bulus, disse à Morning Star News: "A aldeia onde eles reivindicaram que um deles foi morto há mais de um ano não faz parte da nossa aldeia e nunca tivemos qualquer mal-entendido com eles no passado". Ele disse que nove das 20 pessoas mortas eram crianças, com idade entre três meses e 17 anos.
Ele ainda comentou que ele mesmo escapou da morte: "Um deles correu atrás de mim na casa, e ele ficou na porta do meu quarto, querendo atirar, e depois de alguns minutos ele saiu para se juntar a seus colegas. E assim que eu saí, ouvi tiros em toda a aldeia. Eles ficaram atirando em toda a aldeia e isso durou cerca de 25 minutos”, ressaltou.

Extremistas
Esse ataque foi o último de uma série de investidas dos extremistas muçulmanos Fulanis, contra os cristãos. Em parte, tal ação reflete a pressão que os agricultores cristãos sofrem no cinturão central da Nigéria. A mudança climática expande a região desértica e leva os muçulmanos Fulani para o sul, fazendo com que haja choques entre os povos. No entanto, os ataques também são impulsionados por islamitas radicais que são de ideologia jihadista e querem matar ou expulsar os cristãos.

O gerente regional do ICC, Nathan Johnson, disse: "O governo nigeriano precisa responsabilizar os militantes extremistas por suas ações. Permitir que eles cometam essas atrocidades é colocar muitas vidas nigerianas em risco e mostra que realmente não valorizam todos os cidadãos. Esperamos que o governo possa tomar medidas efetivas para desmilitarizar e estabilizar os Fulanis e impedir a matança sem sentido de tantos agricultores cristãos", finalizou.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

É tempo de andar com Deus

Passou por essa terra, um homem chamado Enoque..
Ele andou com Deus, agradou tanto à Deus, e já não era, Deus um dia falou: "Você anda tanto comigo... fica de vez aqui na minha morada".

'Andar com Deus' é ser um com Ele..
É ser amigo.. Íntimo..
É pensar como Ele...
Sentir como Ele...
É falar como Ele...

É chegar no ponto que já não é a pessoa, é Deus nela.. sabe gente 'cheia' de Deus?
O homem natural não atinge isso... Sua mente é contrária à Deus..
Mas Enoque andou... saiu do natural...
Não viveu de forma comum e foi levado também de forma incomum...

Era justo, no meio de uma geração terrivelmente corrupta (semelhante a nossa).... Era diferente...
Quem anda com Deus, fatalmente se torna diferente dos demais..
Ele é diferente, porque manifesta 'a própria vida de Deus'.
Hebreus 11 diz que pela fé Enoque conseguiu... Graça.

Ele viveu 365 anos..
Quando tinha 65 anos gerou um filho, muito famoso por sinal, por ter sido o homem que mais viveu sobre a terra - 969 anos.. seu nome:, Matusalém
O fato é que, Enoque 'andou' tanto com Deus que Ele não escondeu dele o que pretendia fazer àquela geração corrupta moral, social e espiritual. (Viria juízo)

E então aconteceu algo interessante - Era costume colocar nome nos filhos de acordo com algo que aconteceu e ainda de acordo com algo que aconteceria.
Quando seu filho nasceu lhe pôs o nome de Matusalém..
(Alguns dicionários dizem significar homem armado) mas, Vem de Muth.. significando morte
E shalach, significando trazer em seguida..
Matusalém = sua morte trará,
Ou ainda, (qdo este morrer, isto virá).
Quando matusalém morresse o juízo viria...

Será que foi coincidência ele ser o que mais viveu?? Não.. tudo tem um 'propósito', um 'porquê' bem definido
O fato de Matusalém ter sido o homem que mais viveu sobre a terra, demonstra a longanimidade de Deus para com aquela geração, a sua misericórdia estendida.

Já na época de Noé, Deus diz à ele: Você é O ÚNICO justo que encontrei nessa geração. (Gn 7.1)
Deus o manda construir a arca porque o juízo estava chegando
(Gn 7.4) Deus lhe diz exatamente quando o juízo viria. Ele foi avisado.
(Gn 7.10 ) Deus disse e cumpriu... o juízo chegou...

Lembram de Matusalém?
Estudiosos bíblicos ensinam que no ano que morreu Matusalém, no mesmo ano, o juízo veio...

Por Eidy Nascimento

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Missões em Roraima junto aos refugiados venezuelanos


Os nossos missionários Samira Soares e João Paulo Goi estão em Boa Vista, Roraima trabalhando no projeto Recriart Educar.
Esse projeto consiste em alcançar os refugiados venezuelanos que tem chegado ao Brasil em grande número, fugindo, principalmente da fome e falta de emprego e oportunidades em seu país.

Os missionários tem envolvido as crianças, adolescentes e mulheres oferecendo aulas de português, música, dança, artesanato, esportes e recreação, além de momentos de oração, louvor e ensino da Palavra de Deus.

As mulheres tem sido alcançadas com cursos de corte e costura e artesanato indígena. Tudo isso visando trazer esperança de um futuro melhor para essas artesãs e suas famílias, fomentando assim, renda e possibilidade de sustento para eles.
Oremos por eles!!!

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

A túnica sem costura

"Então os soldados, após crucificarem Jesus, tomaram as suas vestes e fizeram delas quatro partes, para cada soldado uma parte, e também a túnica. A túnica era sem costura, tecida em uma peça. Pelo que disseram entre si: Não vamos rasgá-la, mas deitemos sorte sobre ela, de quem será, para que se cumprisse a escritura que diz: Eles dividiram minhas roupas entre si, e para a minha túnica lançaram sorte”. João 19:23-24
Um homem judeu, nos tempos de Jesus, normalmente usava um vestuário composto por quatro peças: turbante, cinto, túnica e capa externa. A capa externa usada por Jesus foi confeccionada de maneira especial, de modo a identificá-Lo como um sumo sacerdote. Nela não havia remendos nem costuras laterais conforme Êxodo 28:31-33. Assim era a túnica usada pelos sumos sacerdotes designados a oferecer sacrifícios diante de Deus em favor do povo.
Era um costume romano que as vestimentas usadas por condenados na hora da execução se tornassem propriedade dos seus algozes. Assim, os quatro soldados que crucificaram a Jesus dividiram entre si as peças do seu vestuário. Como o manto era sem costura e de grande valor não podia sofrer avarias; rasgado perderia seu valor, então decidiram sorteá-lo para ver com quem ficaria.
Aqui os soldados romanos se detiveram apenas no valor monetário do manto de Jesus sem perceber que estava diante deles muito mais do que uma peça de vestuário valiosa – havia ali a riqueza da oportunidade. Não perceberam que “O Grande Sacerdote” estava tão perto deles, acessível, embora estivessem executando um ofício carregado de injustiça.
Hoje somos convidados a olhar para o sacrifício da cruz e o Cristo ali crucificado com maior valor e importância. Os soldados romanos conheciam apenas o preço daquelas vestes, mas não o seu valor. Desconheciam as profecias; não discerniram o real significado daquele manto e momento - desperdiçaram uma oportunidade única.
Quantos têm despertado para o sacrifício de Cristo apenas no que tange as bênçãos materiais e temporais que dele advém e ignoram que o manto sem costuras não estava sobre Ele no momento da sua crucificação porque naquele instante Ele padecia a nossa miséria.
Ele se despiu de seu manto sacerdotal para que nós fôssemos envolvidos por ele. Toda a riqueza das vestes sacerdotais foi nos dada, mesmo sendo seus ferrenhos algozes, para nos cobrir e nos tornar um sacerdócio eterno e santo.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

O Eclipse de 21 de Agosto seria um prenúncio do fim?

 O eclipse de 21 de Agosto de 2017 foi totalmente visível na América do Norte e América Central, no Caribe, ao norte da América do Sul, a oeste da Europa e da África. Em algumas regiões do nordeste brasileiro foi possível observar o fenômeno de forma parcial.
O eclipse solar ocorre quando a lua passa entre a terra e o sol, total ou parcialmente, obscurecendo a imagem do Sol. Segundo especialistas, este será o eclipse solar mais observado da história, seja pessoalmente ou através de transmissões de Tvs.
Alguns estudiosos afirmam que esse eclipse marca o início do fim dos tempos.

Considerando os sinais nos céus que são preditos em Mateus 24 e o sinal da mulher vestida do Sol predito em Apocalipse 12, fato esse que ocorrerá no dia 23 de Setembro próximo, onde a constelação de virgem, o sol e a lua estarão exatamente na posição descrita pelo apóstolo João, muitos acreditam que é chegado o tempo do desencadear das profecias finais e os céus tem dado esses sinais. A conferir.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

A espiritualidade do descanso

Durante muitos anos eu julguei que esse mandamento de Jesus era para os outros, não para mim. Então pus-me a trabalhar na intenção de “remir o tempo, pois os dias são maus”.

O que somente a experiência revela é o seguinte:

1. Jesus viveu apenas 3 anos de intenso ministério e ainda assim julgou que era preciso parar e se separar do bulício da vida e das necessidades humanas a fim de repousar, de comer em paz e de renovar as forças do ser.

2. Sendo Ele quem era, ainda assim, não brincou com a encarnação. Trata-se de Deus respeitando os limites da condição humana.

3. Desse modo fica-se sabendo que nem Deus em Cristo prescindiu da necessidade do repouso. E as implicações disso são óbvias e simples: mesmo a mais genuína e legitima espiritualidade não pode prescindir dos limites do corpo e da alma. Portanto, qualquer projeto de espiritualidade que pretenda existir acima da condição humana está fadado ao fracasso e à doença!

No arroubo da juventude, estimulado pela energia missionária de potro, corri como quem tinha que salvar o mundo inteiro, e cansei...

As conseqüências são inevitáveis:

1. O coração perde o ardor não por falta de amor, mas por absoluta necessidade de energia.

2. Vivendo extenuado, tudo se torna pesado. E nada é mais stressante que o ministério, se vivido com paixão, calor e intensidade.

3. A alma cansada pede férias. E, muitas vezes, pede férias até mesmo do ministério. O que vem na seqüência é que já não se sabe mais se se está cansado pelo cansaço ou se se está cansado do ministério.

4. O próximo passo é que toda a pilantragem que nos circunda vai fazendo o coração cansado achar que está perdendo tempo, malhando em ferro frio, e, então, surge o marasmo, a descrença e a tristeza.

5. Cansaço deprime, esgota e des-romancia a alma. Então, vem a falência dos ideais e inicia-se o processo de trabalhar mecanicamente.

6. O fim disso é imprevisível. Uns adoecem psicologicamente. Outros anestesiam-se a fim de continuar “empurrando com a barriga”. E outros ainda, caem no caminho da auto-indulgencia, pois, se tudo é tão ruim, por quê não dá a si mesmo um pouco de auto-compensação?

(....) É nessa paz de poder ser de Deus e servi-Lo sem messianismo de nenhuma natureza que quero viver!

Que Deus abençoe você!

Nele,

Caio

( Escrito em 2003 )

sábado, 5 de agosto de 2017

Judeus marcham em Jerusalém e reivindicam construção do Terceiro Templo

Milhares de israelenses se reuniram na Cidade Velha de Jerusalém na noite da última segunda-feira (31) - que marca o início do jejum judeu de Tisha B'Av, que lembra as destruições do Primeiro e Segundo Templos - marchando em volta dos muros de Jerusalém. Eles também manifestaram seu anseio pela construção do Terceiro Templo.
A manifestação ocorre todos os anos desde 1994, mas foi quase cancelada pela polícia neste ano, devido aos temores da violência árabe (palestina). Apesar das informações recebidas pela polícia de publicações de palestinos no Facebook para "Impedir que os colonos caminhem pelo Muro das Lamentações", o Comandante do Distrito da Polícia de Jerusalém, Yoram Halevi, decidiu não impedir que o evento tradicional ocorresse.
Os organizadores da tradicional marcha e o grupo de co-fundadores 'Women in Green' ('Mulheres de Verde'), Nadia Matar e Yehudit Katzover, aprovaram a decisão da Polícia.
"É corajoso, moral e é o óbvio a ser feito", disseram. "Isso mostra que a polícia não se submete ao terrorismo. Qualquer lugar ameaçado pelo terrorismo deve ser fortalecido e protegido pela polícia".
A noite começou com uma leitura conjunta de "Eicha" (Lamentações) no Parque da Independência, e continuou com os participantes marchando em torno dos muros da Cidade Velha até o Portão do Leão, onde os discursos foram proferidos pelo vice-ministro da Defesa, MK Eli Ben Dahan (Jewish Home), MK Yehuda Glick (Likud) e Yishai Fleisher, porta-voz internacional da comunidade judaica de Hebron.
MK Glick, um notável ativista do Monte do Templo, focou seu discurso sobre os recentes ataques terroristas que abalaram Israel.
"No ano passado, a polícia pagou um preço muito alto. Cinco policiais foram mortos aqui", disse ele. "Chegamos à raiz de tudo, o Monte do Templo".
Glick observou o aumento acentuado de visitantes judeus no Monte do Templo. Chamando-o de um milagre, juntamente com a retomada dos assentamentos da Judeia e Samaria.
O vice-ministro da Defesa, Eli Ben Dahan, ecoou as observações de Glick, dizendo que "todos os que vieram hoje esta noite provaram com seus pés que querem o Templo de volta - e rapidamente".
Ben Dahan também convocou o governo a fazer a oração judaica possível no Monte do Templo. "É inaceitável que todos possam orar aqui, exceto os judeus", disse ele.
Embora o Monte do Templo seja considerado o local mais sagrado do judaísmo, os judeus ainda não podem orar no local por causa de ameaças de violência muçulmana (palestinos e outros povos árabes).
Funcionários do governo que participaram da marcha notaram que o povo de Israel está buscando muito mais do que o direito de orar no topo de um Monte do Templo ocupado pelos muçulmanos. Eles querem a construção do Terceiro Templo.
FONTE: ISRAEL TODAY

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Aos 92 anos, ex-presidente dos EUA ainda dá aulas na escola dominical de sua igreja

A idade avançada ainda não é o suficiente para fazer com que o ex-presidente Jimmy Carter deixe de desenvolver o ministério que move o seu coração em sua igreja: ensinar sobre a Bíblia na escola dominical.
O jornalista e autor cristão David Schechter relatou em uma publicação para o site 'Charisma News' - no qual contribui como colunista - sobre a alegria de poder assistir uma aula ministrada por Carter.
Segundo Schechter, no domingo em que ele compareceu à igreja para assistir à aula ministrada pelo ex-presidente, centenas de outras pessoas também estavam ali por este mesmo motivo.

"Esperando nos bancos estão muitos dos 130 membros da Igreja Maranatha, juntamente com algumas centenas de visitantes de todo os Estados Unidos e três mulheres jovens chinesas, sentadas à nossa frente", contou o jornalista.

"Poucos minutos depois de 9h50, Jimmy entra, com o rosto suave, sorrindo, e de microfone na mão", acrescentou. "Hoje, diz ele, estaremos revendo 'uma das seções mais difíceis da Bíblia".
Segundo David Schechter, com simplicidade, Carter perguntou se havia pastores ou missionários presentes e três pessoas se colocaram de pé. Então o professor pediu a um deles que fizesse a oração inicial.

O jornalista contou que antes de iniciar a ministração do conteúdo da aula - sobre o livro de Ezequiel, no Antigo Testamento - Carter falou sobre seu estado de saúde, abordando um colapso que sofreu devido a uma desidratação com certo bom humor.

"Eu tive um tratamento excelente no Canadá... de forma gratuita', diz Carter, provocando risos, 'mas meus médicos de Atlanta me fizeram usar um monitor cardíaco - o que torna o sono incômodo", contou David.

Já se voltando para o conteúdo da aula, Carter lembrou que o profeta Ezequiel surgiu como um "mensageiro de más notícias", enviado por Deus para dizer aos israelitas que são responsáveis ​​por suas tribulações, por sua deslealdade e então o professor alertou a classe sobre o peso da responsabilidade pessoal em suas decisões.

"Carter sugere redefinir o que constitui uma vida bem-sucedida. 'Que tipo de pessoa eu quero ser?'; 'Tomamos decisões sobre o tipo de pessoa que queremos ser e como queremos viver o resto de nossas vidas", contou David citando as palavras do professor.

David contou que o final da aula de Carter se focou em alertar os alunos sobre a única forma de alcançar uma vida "plena, frutífera, feliz e pacífica": se entregar a Jesus e caminhar com Ele.
Segundo o jornalista, assistir à aula de Carter, além do fato de ser ministrado por uma boa reflexão, também serviu como uma agradável surpresa, de ver que um ex-presidente de 92 anos ainda se coloca à disposição do Reino para ensinar sobre a Bíblia em sua igreja.

"Este ex-presidente não autárquico, de construção de casas, de eleições, de erradicação de doenças também ensina na igreja em vários domingos, diante de centenas de visitantes, que, como nós, partem dali nada menos que impressionados", finalizou.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHARISMA NEWS


segunda-feira, 31 de julho de 2017

quinta-feira, 27 de julho de 2017

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Luta de judeus e muçulmanos no Monte do Templo deixa dezenas de feridos

A disputa pelo controle do Monte do Templo, local considerado sagrado para judeus, cristãos e também muçulmanos está mais acirrada depois dos últimos atentados. Na sexta-feira passada (14), dois soldados israelenses foram mortos e um ficou gravemente ferido no acesso principal ao santuário. 


O governo de Israel bloqueou o acesso e instalou um sistema de câmeras e detectores de metal no último domingo. A medida gerou uma reação violenta da comunidade islâmica. Durante os vários protestos nesta terça-feira (18), mais de 30 pessoas ficaram feridas após confrontos com as forças de segurança israelense.
Segundo a imprensa, o incidente teve início próximo do local em que muçulmanos faziam suas orações nas ruas, como protesto contra a decisão das autoridades de instalar os detectores de metais.

O porta-voz da polícia revelou que cerca de 100 manifestantes jogaram pedras e coquetéis molotov e as autoridades revidaram, aumentando o conflito que acabou com dezenas de feridos.

Líderes religiosos islâmicos estão pedindo que os fiéis não se “submetam” a Israel. Muitos estão usando o argumento que a UNESCO lhes garantiu o direito de proclamar o local como propriedade apenas de islâmicos.

Hoje é o quinto dia seguido de manifestações no centro da Cidade Antiga de Jerusalém e as autoridades temem uma “explosão” de violência após o grupo terrorista palestino Hamas convocar todos os islâmicos para “um dia de fúria” no local.
Atendendo ao pedido do grande mufti islâmico de Jerusalém, todas as mesquitas da cidade ficarão fechadas nesta sexta-feira (21), fazendo uma convocação para que todos os muçulmanos façam suas orações no Monte do Templo, algo que poderá causar mais violência.
No alto do Monte do Templo fica hoje a Esplanada das Mesquitas, terceiro local mais sagrado do mundo para os muçulmanos e que, embora fique no centro de Jerusalém, oficialmente está sob o controle da Jordânia. Para muitos judeus, o monte, que abrigou as duas versões do Templo de Salomão deveria ser retomado pelo governo, dando espaço para a construção de um Terceiro Templo.
A questão já tomou proporções internacionais, quando o Ministro das Relações Exteriores jordaniano Ayman Al Safadi pediu que a Rússia intervisse para impedir que Israel fechasse o acesso. Ao mesmo tempo, o rei Salman bin Abdulaziz, da Arábia Saudita pediu que os Estados Unidos tomasse providências para que a situação não saísse do controle e escalonasse para uma guerra.
O primeiro-ministro palestino, Rami Hamdallah, classificou a instalação dos detectores de metal de uma “medida perigosa que dará lugar ao questionamento da nossa liberdade de culto”. Com isso, o Egito passou a exigir que Israel retire os detectores de metais e reabra o pleno aceso dos islâmicos.
Fonte: Gospel Prime / com informações de Times of Israel