Seguidores

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

"Eu lhes serei por muro de fogo em redor..."


Deus prometeu ao profeta Zacarias que nos últimos dias Ele seria uma muralha de fogo protetora em torno do Seu povo: "Pois eu lhe serei, diz o Senhor, um muro de fogo em redor..." (Zacarias 2:5).


Do mesmo modo, Isaías testifica: "Porque foste...sombra contra o calor; porque o sopro dos opressores é como a tempestade contra o muro" (Isaías 25:4). "E haverá um tabernáculo contra o calor do dia, e para refúgio e esconderijo contra a tempestade e contra a chuva" (4:6).

Estas promessas têm o objetivo de nos dar conforto antecipadamente - porque todos os profetas previnem a respeito de uma grande tempestade que virá nos últimos dias, que irá se chocar furiosamente com a muralha de proteção de Deus!

Em verdade, Jesus diz que esta tempestade que se aproxima é tão assustadora e irresistível que as pessoas vão entrar em colapso ao vê-la se formando (v. Lucas 21:26). Então, se Jesus diz que esta tempestade virá com fúria, podemos saber que ela se constituirá em um momento aterrador da história. Porém, a Bíblia assegura-nos que Deus jamais envia julgamento sobre nenhuma sociedade, sem primeiro revelar aos Seus profetas aquilo que Ele planeja fazer: "Certamente, o Senhor Deus não fará cousa alguma, sem primeiro revelar o seu segredo aos seus servos, os profetas" (Amós 3:7).

Esta é uma maravilhosa expressão do grande amor do nosso Senhor pelo Seu povo. E se você estudar com cuidado os escritos dos profetas bíblicos, verá que Deus age desta maneira de modo consistente. Um pouco antes de uma tormenta iminente de julgamento, Ele sempre ordena aos Seus profetas que advirtam o povo para que volte para Ele: "Falei aos profetas e multipliquei as visões; e, pelo ministério dos profetas..." (Oséias 12:10).

Além disto, Deus é fiel para falar nos tempos de prosperidade, um pouco antes da fúria do Seu julgamento se abater. Enquanto as nuvens da tempestade ainda estão se formando, Ele levanta vozes proféticas em toda a terra. E, de acordo com as Escrituras, todas as vezes que uma nação pecadora estava próspera e em paz, Deus dizia aos Seus profetas para que advertissem declarando que os bons tempos iriam se acabar em breve: "...o Senhor pregou pelo ministério dos profetas que nos precederam, quando Jerusalém estava habitada e em paz..." (Zacarias 7:7).

Nas vezes em que Deus trouxe mensagens assim tão fortes, Ele instruiu os Seus porta-vozes a transmitir advertências cortantes, secas: "Por isso, os abati por meio dos profetas; pela palavra da minha boca, os matei..." (Oséias 6:5). Em outros termos: "A palavra que trago será tão clara, que ela lhe atingirá se o seu coração tiver o mínimo de abertura. Ela lhe levará a se dobrar sobre o seu rosto e a se arrepender!"

Temos de sempre ter em mente, que o único propósito de Deus em nos chamar em amor para voltarmos para Ele, é o de proteger-nos nestes períodos de tempestade.


Por David Wilkerson

Nenhum comentário:

Postar um comentário